Não sabia que ia ser tão bom preparar a casa pra receber minha mãe e planejar nossos passeios por Toronto de uma forma mais intimista. Saber que só tinha uma semana com ela me encheu de energia. Era a primeira vez que ela viria ao Canadá e durante essa semana que antecedeu, tudo o que eu via, pensava nela. Na gente saindo pra tomar um cappuccino, colocar a conversa em dia enquanto ainda me sobra um tempo livre. Quer coisa melhor? Mostrar pra ela coisas novas, interessantes, pessoas pra conhecer, restaurantes pra ir, jantares pra fazer em casa acompanhados de um bom vinho, enfim, experiências únicas! Como é bom poder proporcionar isso às pessoas que a gente ama!

Ela chegou aqui bem no comecinho do outono, dia 02 de outubro de 2016 pra ser mais exata. As temperaturas médias eram mínima de 12C e máxima de 18C – ou seja, inverno pra brasileiro, né? Ela pegou bem o comecinho da transição de cores das árvores que já estavam com aquele aspecto avermelhado, lindo. Acho que mesmo que eu não tivesse feito uma programação, só de andar pelas ruas da cidade sem rumo, já teria valido a pena. De qualquer forma, depois dessa semana que ela passou comigo ela continuou a viagem pela costa leste com um grupo de amigas do interior de SP, organizado pela nossa querida Van da Nova Brasil Turismo. Eu brinco que ela fez um intercâmbio intensivo essa semana que ela ficou comigo, pois ela pode sentir um pouco do que é viver em um outro país.

Então, segue uma listinha de lugares que eu particularmente gosto bastante e acho que vale a pena, especialmente se você está fugindo de lugares muito óbvios, como a CN Tour por exemplo, rs.

Dia 01 – Woodbine Beach e Queen St. East.

Toronto Woodbine

Parque em frente à orla da Woodbine Beach.

Lindemans

Assim que voltamos do aeroporto, deixamos nossas coisas em casa e seguimos pra Woodbine Beach, que apesar da temperatura não estar muito alta, ainda era um belo lugar pra conhecer. E realmente, mesmo com o tempo chatinho, estava lotado de moradores locais caminhando. Casais de aposentados, pessoas passeando com os filhos ou levando o cachorro pra passear. E claro, o Banzé também estava lá, ainda meio sonolento e cansado da viagem, mas precisávamos levar ele pra esticar as perninhas depois de tantas horas de vôo.

Saindo da praia, subimos até a Queen St. East, onde tem um monte de lojinhas e cafés, um lugar bem family. Planejávamos ir até a Distillary District, que também vale muito a pena conhecer, mas a chuva apertou e ela e o Banzé estavam bem cansadinhos da viagem, então voltamos pra casa. Fizemos uma lazanha de abobrinha que tomamos com um vinho dos Deuses, chamado Lindemans, que ganhei de um amigo. Se tem uma coisa que eu adoro ganhar de presente é tudo que dê pra beber ou comer.

Dia 02 – Taylor Park, Home Sense, Adonis Market e BathAndBodyWorks

Acordamos cedinho e demos uma volta com o Banzé no Taylor Park. Não sei quem curtiu mais, rs! Minha mãe adora vida no campo, então adorou os parques daqui! O Banzé nunca conheceu tanto cachorro na vida. Toda vez que passeamos ele conhece pelo menos uns 3! Deixamos ele em casa e fomos na Home Sense, uma loja de decoração de interiores pois eu adoro essa loja e sabia que ela também ia adorar. Na volta passamos no supermercado libanês Adonis, que fica alí no mesmo mall. Já tinha entrado nesse supermercado e me apaixonado. É o tipo de supermercado que você quer ir quando vai fazer um jantar especial, tem um monte de variedade, comidas típicas (no meio do mercado tem uma panificadora só daqueles pães tipo Pitta, bem bacana de ver como ele sai do forno todo inflado de ar), variedade absurda de queijos, peixaria linda, super organizado e o atendimento ao cliente é de primeiríssima. Saindo de lá, demos uma olhadinha nas coisas da Bath and Body Works e voltamos pra casa.

Dia 03 – Kensington Market/China Town

Se você gosta de ficar na paz, esse é o bairro, rs. É que aqui é um bairro mais hippie, com lojas de produtos vegan, orgânicos, artesanato, arte, etc. Não é muito grande, mas é curioso. Tem algumas lojas bem bacanas como a Blue Banana que é ótima pra presentear um amigo e se presentear!

Dia 04 – Royal Ontario Museum

Definitivamente um passeio pra tarde toda. O ROM é bem grandinho e tem muita coisa pra se ver. Explora a diversidade cultural e natural daqui do Canadá, passando pelos “First Nations” e grande parte dos imigrantes que aqui chegaram, como os chineses, japoneses, coreanos, gregos, povos do leste europeu, e também da história de povos antigos como os romanos, egípcios e árabes. À medida que você vai subindo pelos andares do museu você vai descobrindo também sobre sua fauna e flora. Uma das galerias que mais amamos foi a de Minérios. É impressionante!!!

Entrada do ROM

Entrada do ROM

 

High Park mãeToda essa parte é permanente. Levamos mais de 4 horas pra ver tudo e pagamos CAD$16.00 cada – mas há opções de pagar com desconto, como por exemplo, se você comprar o CityPass, que dá direito à várias atrações pela cidade, a entrada no museu sai 43% mais em conta. Moradores da cidade que tem a carteirinha da biblioteca também tem desconto.

Mas há sempre uma exposição itinerante, e ainda bem que não pagamos por essa parte, porque já estávamos super cansadas.

No final, você acaba em uma loja de souvenires.

Ai paramos pra tomar um cafézinho!

Dia 05 – High Park

É um lugar lindo e calmo. Na maior parte do tempo só observávamos a natureza. Ótimo pra quem quer refletir sobre algo, meditar ou até mesmo ter algum insight. Mas não podíamos deixar de ir até o Grenadier Pond, onde tem essa Maple Leaf de flores, e tirar uma selfie!

 

Dia 06 – Velejando no Harbourfront

Coincidentemente, temos um casal de amigos que começaram a velejar quase que no mesmo tempo em que eu também aprendi um pouco sobre barcos à vela, fazendo o voluntariado no Queens Quay Disabled Sailing of Ontario. Felizmente conseguimos agendar um passeio pra última semana da temporada e pude levar minha mãe para velejar com a gente! Foi uma experiência inesquecível!!!

Há outros passeios de barco no Harbourfront que também são muito bons, como caiaques e canoas (típicamente canadense), além dos barcos com jantares à noite! Vale a pena dar uma passada por lá e se informar!

Então foi isso! Nossa semaninha curta, porém muito gostosa por Toronto!

No próximo post vou contar como foi o passeio que minha mãe fez pela costa leste do Canadá com um grupo de amigas!

Aguardem!